Hidroanel

Projeto realizado na disciplina Estúdio Vertical da Escola da Cidade, em parceria com as arquitetas Tamara Fajer (www.behance.net/tamarafajer) e Bárbara Amaral, sob a orientação do arquiteto Márcio Kogan.

Partido

Considerando o impacto do projeto do Hidroanel em escala metropolitana e a possibilidade de recuperação de um rio urbano, o rio Tietê, o objetivo principal do projeto é ocupar a água do rio.

Para tal, foram desenvolvidos estruturas flutuantes (barcaças) que servem como equipamento urbano da cidade, suprindo a falta da infraestrutura e viabilizando novos espaços.

 

Com um caldo de 50 metros, cada barcaça é capaz de carregar até 125 toneladas entre peso próprio e sobrecargas. Seu formato, de casco chato, permite que ela se aproxime das bordas do rio para realizar o embarque e desembarque. Mesmo assim, existirão passarelas retráteis para alcançar distâncias maiores. O projeto inclui um apoio e barcaças de acessos e conexões.

As barcaças recebem programas que atendem necessidades locais, como Unidade Básica de Saúde, Esporte e Lazer, Cultura e Feiras Livres. As dimensões das flutuantes (25x11x1m) permitem que elas atravessem as eclusas e levem os programas para diferentes áreas da cidade.

Trecho do Hidroanel antes e depois da implementação do projeto

 
 

Cultura

O espaço oferecido pela barca cultural será destinada a apresentações, shows, exposições, exibição de filmes e outras atividades de caráter semelhante, levando tais atividades ao alcance de todas as regiões vizinhas do Hidroanel.

Feiras Livres

O espaço de feiras livres poderá abrigar diversos tipos de comércio, com a possibilidade de uma ou mais barcaças participarem, aumentando o espaço da feira.

Saúde

A barca de saúde foi projetada com a intenção de facilitar o  acesso da população ao sistema de saúde. Assim como a barca de feiras livres, dependendo da ocasião pode estar acompanhada de outras unidades.

Esporte e Lazer

A barca de esporte e lazer procura suprir a carência de espaços públicos da cidade, equipando-se de quadras, jardins e praças.

 
 

A integração entre os diferentes programas, viabilizada pela mobilidade das barcaças, estabelece novas dinâmicas urbanas e sociais e é uma das características principais do projeto, formando uma rede de interações que se extende ao longo de todo o Hidroanel.